ENFRENTANDO O DESALENTO (II)

             No último domingo alistamos três motivos pelos quais servos de Deus, como Elias, podem tornar-se pessoas completamente desanimadas: o desgaste da luta árdua, o desdém dos incrédulos e a decepção face a  infidelidade do povo de Deus.  Estes motivos são bem retratados na narrativa de I Reis 19; ali encontramos um campeão de Deus soterrado pelo desalento.  Podemos ainda reconhecer no texto bíblico algumas das características que marcam as vidas das pessoas que enfrentam este problema:

            1º) O desalento leva o crente a dormir:  Depois de adentrar ao deserto pelo caminho de um dia, Elias deitou-se debaixo de um zimbro e pediu a Deus que o fizesse não acordar mais do sono (v. 4).  Um anjo foi enviado pelo Senhor para despertar o profeta, mas este insitiu em continuar dormindo! (v. 6).  O desânimo traz o sono espiritual e sérias consequências: inoperância na Obra (“desperta tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos!” Efésios 5:14) e a passividade frente aos ataques do inimigo, dentre outras.

            2º) O desalento leva o crente a andar na contramão:  Um anjo serviu um pão e uma água a Elias que possibilitou a ele “caminhar quarenta dias e quarenta noites” (v. 8).  O detalhe é que Elias dirigiu-se ao Horebe, cerca de 300 km ao sul de Israel, onde tinha um ministério a exercer.  Ao chegar ao monte Horebe, o Senhor lhe perguntou duas vezes:  “Que fazes aqui, Elias?” (vs. 9 e 13).  Quando o desânimo abate o servo do Senhor, este tende a perder o rumo de Deus para sua vida.

            A experiência do profeta nos ajuda ainda a entender como alcançar a cura para o desalento:  Abrindo o coração para Deus!  O profeta contou para Deus como se sentia, as injustiças que vivia em Israel e descreveu seu descontentamento.  Disse que sentia-se como o único fiel em todo o país (Deus sabia que havia outros 7 mil).  O verso 12 traz um detalhe maravilhoso acerca da maneira como Deus tratou com seu servo: “uma voz mansa e delicada”.  É exatamente assim que o Senhor agirá toda vez que um servo desalentado lhe abrir o coração em busca de socorro.  Elias saiu renovado do Horebe, com novas tarefas a empreender.  

Paulo Rogério Petrizi